Telefone
WEBMAIL
Intranet
SAPRO
SAPRO

Unilab receberá avaliadores do MEC para ato de Recredenciamento Institucional

15.05.2017

 

 

A Unilab será submetida a avaliação in loco de técnicos do Ministério da Educação (MEC), que, pela primeira vez, farão os devidos levantamentos documentais, visita técnica e reuniões para o ato de Recredenciamento Institucional, com atividades agendadas para o período de 21 a 23 de junho. A mediação será feita pela Diretoria de Regulação, Indicadores Institucionais e Avaliação (Driia).

 

.
Entenda o recredenciamento

 

Os técnicos responsáveis pelas funções de regulação, supervisão e avaliação junto ao MEC são do Conselho Nacional de Educação (CNE), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes).

 

O recredenciamento de instituições de educação superior (IES) consiste num ato legal, baseado em processo de avaliação da instituição, o qual não só confirma ou nega a sua competência para oferecer cursos em nível superior, mas, inclusive, reafirma ou altera a categoria na qual o estabelecimento se enquadra.

 

Os eixos destacados para a avaliação serão: o planejamento e avaliação institucional, o desenvolvimento institucional, as políticas acadêmicas, as políticas de gestão e a infraestrutura. Ao final será concedida, pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), uma nota para cada eixo que varia de 1 a 5.

 

No relatório técnico final da avaliação os técnicos apresentarão os pontos a serem melhorados e os pontos positivos e fortes da instituição, além da nota geral que a universidade recebe, chamada de Conceito Institucional (CI), uma média aritmética de cada eixo, o que consiste na parte de maior relevância na avaliação proposta pelo Sinaes.

 

O processo de recredenciamento da Unilab teve início em 2015 com o fornecimento de informações pela instituição aos setores responsáveis pelo ato regulamentar para  fins de conferência e posterior reunião com representantes setoriais da instituição de ensino.

 

O ato de recredenciamento visa verificar se as instituições atendem aos padrões necessários para a oferta de um ensino de qualidade e se oferecem as condições mínimas estabelecidas para sua inclusão no tipo de estabelecimento no qual estão classificadas: universidade, centro universitário, faculdades integradas, faculdades, institutos e escolas superiores.

 

A classificação como “Universidade”, categoria na qual se enquadra a Unilab, se refere, conforme legislação federal, a instituições de excelência, que articulam ensino, pesquisa e extensão de maneira indissociável. Como condições para cumprir esses objetivos, devem apresentar elevada porcentagem de docentes com titulação acadêmica e efetiva produção intelectual institucionalizada, além da prática investigativa que se associa ao ensino de graduação de alta qualidade, observados também os dispositivos legais referentes ao percentual mínimo de professores em regime de tempo integral. As universidades devem, ainda, desenvolver atividades de extensão relevantes para o contexto social no qual se inserem.

 

Desde 2015, a Unilab tem classificação no Índice Geral de Cursos (IGC), com nota 4,0 (numa escala de 1 a 5), o que equivale ao conceito “Muito Bom”. O índice é um indicador de qualidade que avalia as instituições. Seu cálculo é realizado anualmente e leva em conta os aspectos: a média dos Conceitos Preliminares dos Cursos (CPC); a média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Capes e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

 

.
Envolvimento da comunidade acadêmica

 

A colaboração de todos é fundamental para a boa avaliação. É o que destaca a diretora de Regulação, Indicadores Institucionais e Avaliação da Unilab, professora Rebeca Meijer. Para ela, os cursos da Unilab estão sendo bem avaliados, com indicador geral muito bom (4,0). “Essa é uma ótima nota, destacando nosso corpo docente constituído em expressiva maioria por doutores com excelente produtividade acadêmica. Quando tivermos sanado os problemas com infraestrutura, já que estamos em processo de implantação, temos potencial para obtermos nota máxima”, declara.

 

Segundo Meijer, os gestores e técnicos de setores estratégicos e diretamente ligados ao ato de recredenciamento serão indicados por portaria, constituindo a Comissão para o Recredenciamento Institucional da Unilab. Desse modo, vão trabalhar em uma força-tarefa juntamente com a Driia para reunir todos os documentos necessários que serão conferidos pela comissão. Todos os segmentos serão convidados a conversar com a comissão de avaliadores do MEC.

 

Fonte: Site da UNILAB.



FAPEX

Avenida Manoel Dias da Silva, 1.784
Ed. Comercial Pituba Trade - Pituba
CEP: 41.830-001 - Salvador - Bahia
Telefone: 0xx71-3183-8400
webmaster@fapex.org.br

 
 
 
  • Última Atualização Em: 25/07/2017, às 11:59:06.